quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Comilões pelo mundo – Os frutos do mar de Hamburgo

Escrito por Rafaella Vilafranca

A comilona de hoje é a Rafaella Vilafranca que vive em Hamburgo há quatro anos, é guia de turismo e escreve do Blog Viagem Hamburgo.

Ela veio desmitificar a máxima que na Alemanha só se come batata e carne de porco e ainda como bonus nos dá dica de cervejas locais.

"Com uma história há mais de nove séculos ligada ao porto, Hamburgo tem sua culinária conhecida pelos pratos preparados com frutos do mar. Não que as salsichas e carne de porco não sejam queridas aqui no Norte, mas a presença do pescado é bem mais forte do que em outras regiões da Alemanha. Seja cru e rústico, conforme a tradição dos povos antigos, marinado, ou empanado, o peixe é figura certa em muitos pratos locais. 

DSC_1081

Foto: Rafaella Vilafranca

sábado, 3 de dezembro de 2016

Panetones na Itália, para enlouquecer qualquer um

Escrito por Dani Bispo

No meio de novembro durante uma simples ida ao supermercado notei que aos poucos começaram aparecer nas prateleiras um produto natalício que eu amo.

PB296302

Cada semana que passava aparecia um pouco mais. Semana passada quando me dei conta vi que haviam mais de 30, eu disse 30 tipos de panetone meu amigo.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Comilões pelo mundo - Almoço típico bávaro

Escrito por Camilian Pereira

A Comilona de hoje vem do norte da Europa, terra da cerveja e de pratos com muita carne de porco, quem adivinha?

A Camilian Pereira que mora em Munique e escreve o blog Destino Munique vai nos contar sobre um almoço típico Bávaro.

 

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a Alemanha não é apenas a terra da salsicha – é também a terra da carne de porco e da batata! Na verdade encontramos de tudo um pouco no quesito gastronomia por aqui, os alemães são bem abertos a provar novos sabores e incorporá-los no seu dia a dia, mas tradicionalmente a carne de porco e acompanhamentos com batata estão presentes em quase todos os seus pratos principais.

IMG-20161104-WA0029

foto: Camilian Pereira

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Comilões pelo mundo – Bouillabaisse, a peixada típica de Marseille

Escrito por Natalia Itabayana

A comilona de hoje vem da bela Provença, região Francesa famosa pelas lavandas mas também pelo sol e mar estonteante.

A Natalia Itabayana do blog Destino Provence vai nos contar qual seu prato preferido na região onde mora e os melhores locais para come-lo.

Sou uma comilona inveterada de peixes, mas mineira morando a pelo menos 400km do litoral, cresci comendo peixe fresco nas férias de verão em Cabo Frio, ou vez ou outra minha saudosa avó materna nos deliciava com sua inconfundível moqueca capixaba.

Quando nos mudamos pra França, me senti privilegiada por morar numa região ensolarada, mesmo durante os frios e curtos dias de inverno, e a pouquíssimos kilômetros de distância do meditarrâneo.

Cozinhando bouillabaisse

Foto: Natalia Itabayana

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Comilões pelo mundo – Salmão de Seattle

Escrito por Camila Picolli

Se você pensa que nos Estados Unidos só se come Junkie food, prepare-se pois a Publicitária e Blogueira Camila Picolli do Blog Livre & Leve veio desmitificar isso e contar o que Seattle tem de bom para comer.

Diga ae Camila…

 

Muitos pensam que nos Estados Unidos come-se apenas hambúrguer, batatas fritas e cachorro-quente. Mas a realidade é bem diferente. O país tem  dimensões continentais e por isso cada região possui suas peculiaridades e comidas típicas.

Eu moro em Seattle, que fica numa região conhecida como Pacific Northwest. Estamos cercados pelo Oceano Pacífico, baías, lagos e rios; por isso a abundância de peixes e frutos do mar é incrível.

O peixe mais popular por aqui é o salmão.  Para ficar ainda mais interessante, existem muitas variedades. Entre elas estão o king salmon, sockeye e coho salmon. Os nativos de Seattle conhecem as diferenças de longe!

Não é à toa que um dos pontos turísticos mais populares da cidade é a banca de peixes do Pike Place Market. Além da variedade de produtos frescos e da alta qualidade, os peixeiros são super animados. Não importa o dia que você visitar o mercado público, vai sempre encontrar muitos turistas ansiosos para ver o famoso “peixe voador”.

Banca de peixes

 Pike Place Fish Market - cada vez que alguém realiza uma compra, eles cantam e jogam o peixe de um para o outro. O famoso show do “peixe voador” (foto: Camila Picolli)

sábado, 12 de novembro de 2016

Mudança Brasil – Itália

Escrito por Dani Bispo

Novos ventos nos trouxeram para o país da bota. Não posso dizer que é para sempre porque “para sempre” é muito tempo para o nosso vocabulário de expatriados/repatriados.

Um monte de gente está me perguntando como se deu essa mudança e eu resolvi escrever um post explicando.

Querido passado

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Comilões pelo mundo – A cozinha Toscana

Escrito por Denya Pandolfi

Não há de se negar que a região da Toscana na Itália atrai os amantes de vinhos, mas o que muita gente não sabe é que a cozinha toscana é igualmente maravilhosa.

E hoje quem vai nos contar um pouquinho sobre a cozinha Toscana é a querida Denya Pandolfi  do Blog Grazie a Te.

pao-toscano

Pão Toscano – foto: Grazie a Te

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Comilões pelo mundo – Sunday roast do Reino Unido

Escrito por Helo Righetto

A dica de hoje vem de um lugar onde muitos acham que seria improvável comer bem, o Reino Unido.

Quem vai nos contar quais são as delícias que os ingleses comem aos domingos é a querida Helô Righetto que mora em Londres e escreve nos blogs Aprendiz de Viajante e Helo Righetto, Londres e Afins .

Apesar de ser possível dar a volta gastronômica pelo mundo sem sair de Londres, vale a pena experimentar alguns dos pratos locais. Principalmente porque, em todo o país, há uma forte tendência em utilizar ingredientes locais, provenientes das fazendas do Reino Unido. E aí você se pergunta: como assim, há mais na gastronomia britânica do que o fish & chips? Sim sim, muito mais!

Helo 1

by robbie jim derivative work: Jocian [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

Escolhi falar do Sunday Roast porque é um prato que vai além do paladar: tem a ver com o estilo de vida britânico, já que é servido nos tradicionais pubs. Pois é, nem só de cerveja vivem os pubs!

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Picnic à Italiana

Escrito por Dani Bispo  e Marco Baldacci

Cada região da Itália tem suas peculiaridades gastronômicas e é por isso que insisto em dizer que mesmo passando uma vida por lá não conseguiremos conhecer todas delícias disponíveis.

Mas você pode desfrutar dessa diversidade da sua maneira.

Existem pessoas que não se importam de passar o dia inteiro só com um bom sanduiche, aliás tem gente que prefere um lanche rápido durante a turistada para mais tarde fazer um belo jantar.

Na Itália comer um panino não é sinal de comer mal, muito pelo contrário. Na terra do glúten, queijos, frios e vinhos maravilhosos montar um panino é sinal de lanche rápido e muito gostoso.

914811_390898487728647_938023967_n

 Fonte: Scamporella

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Comilões pelo Mundo–Risotto alla milanese + Ossobuco de Milão

Por Mage Santos

A nossa convidada de hoje vem da região da Lombardia, mas precisamente de Milão.

A querida Mage Santos, autora do blog Milão nas Mãos nos conta um pouco da história e tradições Italianas nesse post, dá só uma olhada.

País de grandíssima variedade gastronômica, é possível viajar pela Itália por semanas sempre comendo um prato ou um produto diferente, uma especialidade local, um formato de massa, um tipo de molho e até ingredientes usados em um lugar, mas que nuca se ouviu falar em outro.

Os pratos mudam de região a região e até de cidade em cidade, assim você pode se encontrar a 50km de um lugar e já não encontrar mais um certo prato no cardápio.

Mas falando da minha cidade e no meio dessa variedade toda, qual é o prato típico de Milão? Existe só um?

risotto_pisacco

Foto: Mage Santos

Bem, a lista poderia conter cerca de dez pratos realizados e consumidos em Milão e na região da Lombardia, mas o mais popular nos restaurantes milaneses é o risotto giallo (amarelo) ou risotto alla milanese, que é o risoto simples preparado com açafrão.

Booking.com
Pin It button on image hover