domingo, 25 de setembro de 2011

Fim de semana de comilança - Rio de Janeiro

Realmente este fim de semana foi de muita comilança e consequentemente de muitas dicas.
Começamos na sexta à noite com um jantar na casa da minha querida amiga Maria Olivia. O fogão foi comandado pelo seu gato/chef particular João Chevrand que fez uma comida de passar mal.

Na entrada foi servido uma salada com um molho de manjericão de chorar e uma bruschetta de frango de gargalhar.

Entrada

O prato principal foi um risoto de lima da pérsia (criado especialmente em minha homenagem, desculpa tá?) e escalopinho suíno marinado diassss no vinho, batatas e ceboletes para acompanhar. Tudo regado a muito vinho hehe

Prato principal


O João Chevrand tem um buffet e faz eventos, então quem quiser contratar é só clicar em cima do nome dele que abre o link do site. Recomendo muito.

A sobremesa, para fechar com chave de ouro, foi surpreendentemente feita pela Olivia: Mouse de Maracujá.  Confesso que tive medo de comer (brincadeirinha Olivia), mas rolou até repeteco.

No sábado à noite cansada de ter passado o dia inteiro trabalhando, propus ao marido uma pizza.

O convite foi um pouco relutado porém decidimos: Vamos experimentar a famosa pizza do Bráz.
A pizzaria do Bráz para quem não sabe é uma famosa pizzaria paulista que abriu uma filial aqui no Rio no bairro do Jardim Botânico.
As pizzas já ganharam vários prêmios e recentemente ganharam a certificação de verdadeira pizza napolitana. Eles preservam a tradição. Usam os MARAVILHOSOS tomates pelati San Marzano e farinha 00 da molino caputo, rica em amido, que deixa a massa maleável.
As redondas tem bordas grossas (que particularmente peço para tirar porque não gosto) e muitos sabores interessantes.

Ontem pedimos a pizza caprese. Cada fatia levava uma rodela de tomate caqui, uma rodela de muzzarela de bufala, pesto de azeitonas pretas e uma folha de manjerição. Seria ótima se a muzzarela de bufala não tivesse chegado à mesa gelada.
Sinceramente ontem nos convencemos: Pizza para nós é a margarita! Simples e saborosa!


Pão de calabreza da pizzaria do Bráz

A grande surpresa da noite foi a entrada. Enquanto esperavamos pacientemente 1h para entrar na pizzaria pedimos um pão de calabresa. Genteeee o que era aquele pão? Feito com linguiça calabresa artesanal, assado no forno de lenha e acompanhado de um chopp garotinho. Foi TUDO, a noite poderia acabar ali.


Domingo pela manhã, antes da corrida na Lagoa,  fomos tomar o café da manhã no Le pain du Lapin , que fica na mesma rua do Bráz.

Le pain du lapin

O Le pain du Lapin  é uma boulangerie/padaria/delicatesse maravilhosa. Ela também ganhou alguns prêmios como melhor café da manhã do Rio. Lá servem dois tipos de café da manhã: O Horto para 1 pessoa que custa 15 reais e o  Jardim botânico para duas pessoas por 44 reais.


Entrada : Mamão, iogurte natural, granola e mel

Escolhemos a opção para duas pessoas que consistia em 2 bebidas quentes (escolhemos capuccino, 2 sucos de fruta (laranja), 2 frutas (mamão),  2 iogurtes com granola e mel, uma cesta de pão (ciabatta, baguete de leite e baguete francês), frios, geléia, manteiga, 1 fatia de bolo (escolhemos de cenoura com chocolate) e 2 brioches.




O Marco pediu brioche com chocolate, eu malandramente troquei o meu brioche por um croissant com queijo minas. Sucesso total, recomendo já que o Marco achou o brioche sem graça.


Croissant com queijo minas: Divino

Os pães do lugar realmente são incríveis exceto a ciabatta que eu não curto muito.
Só que, um café para 2 pessoas, vem muita coisa! O café da manhã serve 3 pessoas tranquilamente. Mas fomos guerreiros e comemos (quase) tudo.

Saimos de lá com a consciência pesada e terminamos nossa manhã com uma corridinha na Lagoa, passeio na Vista chinesa



E chorinho na Praça São Salvador.



Que fim de semana bommmm!

Um comentário:

Booking.com
Pin It button on image hover