domingo, 15 de janeiro de 2012

Bolonha - Itália - Parte 1

No dia 26 de dezembro de 2011, embora fosse feriado na Itália, resolvemos passar o dia em Bolonha.

A cidade de Bolonha, ou lá grassa (a gorda) como é carinhosamente apelidada, já estava na minha listinha de desejos há muito tempo. 
 
A maior cidade da Emilia-Romagna também é o centro gastronômico da Itália. É de lá que vem muitos pratos populares por aqui como a molho à bolonhesa, mortadela, ravióli por exemplo
 
 
Além de tudo é uma cidade que vale a pena visitar. Sua arquitetura é particular. Sua principal característica são seus quilômetros de pórticos revestidos de terracota.
 
Ao chegar, nos deparamos com o comércio inteirinho fechado e saímos em busca dos restaurantes no quais havia levado como dica.
 
Durante essa procura, um restaurante nos chamou atenção por estar cheio em uma rua na qual não havia muito movimento. Resolvemos dar uma olhadinha.

O Ristorante e pizzeria Victoria nos agradou logo de cara.
 
Ao entrar no segundo salão nos deparamos com uma mesa enorme, ocupada por uma família que comemorava os 40 anos de aniversário de casamento dos nonni (avós).
 
Existe algo mais típico que isso na Itália? Uma mesa enorme, cheia de italianos alegres, falando alto e comendo para caramba?

Naquele momento pensei: mesmo se a comida não fosse boa, pelo menos presenciaríamos um espetáculo cultural incrível. Sentamos na hora.

Começamos a escolher a comida, já que, naquela altura uma fome das grandes nos atormentava.

Para entrada, o marido sugeriu que eu provasse a mortadela bolonhesa. Dessa forma escolhemos o Antipasto Bologna (7,50).
 
 

O prato era composto da dita cuja, queijo parmiggiano e uma folha de alface com cenoura ralada para enfeitar.
 
Vinha acompanhado de focaccia quentinha.
 
 
Humm perfeito para abrir os trabalhos do dia (apesar de eu ter achado a nossa mortadela é muito mais saborosa).

Na sequência vieram os pratos principais.

 
Eu pedi o tagliatelle al ragù bolognese (7,00) que na verdade era uma massa à bolonhesa. Nada mais típico de Bolonha para se pedir não é?
 


 
O marido pediu o tortellacci com porcini (9,00). Tortellacci é uma massa grande recheada. A nossa era recheada com queijo tipo ricota e coberta com molho porcini.

 
 
Não sei se já contei aqui minha loucura pelos fungi porcini. Juro que fujo deles, mas basta sentir seu perfume para ficar totalmente hipnotizada. Acho que esse tipo de fungi vicia rs

 
Voltando ao almoço  o meu tagliatelle estava muito bom, porém ao provar o prato do marido, imediatamente  solicitei a troca.
 
Ele me conhecendo, já estava preparado.  Dessa forma comeu o tagliatelle com satisfação e o considerou muito bom.
 
A massa era  leve e carne moída no ponto assim como deve ser um macarrão à bolognesa.

 
E eu? Eu, meus caros amigos, entrei em transe com o tortellacci com porcini. Era surreal de bom!

 


A massa estava levíssima e o molho porcini ao ponto.
Penso que deve ser assim, pois os tortellacci são massas grandes e, se a massa estiver pesada, fica muito ruim ao paladar. 

O molho porcini deve ser delicado. Se o cozinheiro exagerar na dose de fungo, fica enjoativo. Eu mesmo já tive essa experiência em casa.
 

Para beber, como sempre, pedimos o vinho da casa.
 
 

Para fechar o almoço com chave de ouro, pedimos a sobremesa.

Pedimos simultaneamente Tiramussù e Zuppa inglese.

Dividimos as duas e não sei dizer qual era a melhor.
 
Tiramissù fresco é uma coisa dos Deuses. Derrete na boca. E este estava assim, fresquíssimo.


A Zuppa inglese me atrai muito por ser uma sobremesa um pouco mais doce que o tiramissù. Além de ser feita a partir de uma espécie de bolo. Adoro.
 


 
Conclusão: Entramos no Ristorante e Pizzeria Victoria sem nenhuma pretensão. Podemos dizer que fomos surpreendidos pela ótima comida, e como cenário de fundo presenciamos muita alegria da enorme família italiana comemorando na mesa ao lado.
 
 

Recomendamos muito!
 
E você? Já teve alguma experiência em Bologna? Conta para a gente
 
Ristorante e Pizzeria Victoria
Via Righi Augusto, 9  40126 Bologna, Itália

2 comentários:

  1. Nada como ir em dois e depois trocar o prato com o marido. rs! A primeira vez que eu comi em Bologna foi um desastre. Eu morava na Italia há menos de uma semana, tinha acabado de chegar em Bologna, já eram umas 3 da tarde (horário difícil para achar um bom restaurante aberto) e eu estava varada de fome. Me sentei em uma espécie de bar-restaurante, tinha no menu a tal pasta con ragu bolognese e eu fui nela. Mas era um macarrão congelado e que não tinha nada demais. No fundo no fundo não sei se vale muito a pena pedir um macarrão con ragu, é muito mais interessante experimentar coisas que no Brasil são raras como funghi por exemplo. :)
    Beijocas e até mais,
    Babi

    ResponderExcluir
  2. Pois é Babi
    Comer bem em qualquer lugar também é uma questão de sorte! Nessa viagem mesmo, a nossa primeira refeição foi péssima! Fomos ao La Befana, shopping de Rimini, e sentamos no Fratelli La Bufala para comer. Pagamos 13 euros no menu e a comida também não era nada boa Quanto a trocar com o marido faço quase sempre. Sou meio pateta para escolher Hehe
    Concordo que é melhor experimentar coisas mais raras (e caras) no Brasil, mas essa pasta à bolonhesa aí em cima estava muito boa. Para quem nao curte fungo acho uma boa pedida ;)

    ResponderExcluir

Booking.com
Pin It button on image hover