sexta-feira, 16 de março de 2012

Confeitaria Colombo Forte de Copacabana - Rio de Janeiro

Rá! E você que pensou que a gente só dava dicas internacionais não é? Oi nós aqui dinovo com o Rio de Janeiro.

Depois de um sábado trancados em casa, resolvendo o nosso "maledito" imposto de renda, decidimos que domingo sairiamos para tomar um café da manhã caprichado.

A Confeitaria Colombo do Forte de Copacabana estava muito tempo na nossa lista dos "futuros" desejos. Conseguimos por em prática.
 

O Forte de Copacabana pertence ao Exército Brasileiro e está localizado no canto direito da praia mais famosa do país. Nele está instalado o Museu Histórico do Exército além de dois cafés, o Café 18 do Forte e a Confeitaria Colombo.

A Confeitaria Colombo, para quem não sabe, é uma tradicionalíssima confeitaria com mais de 100 anos de existência e o maior simbolo da "belle époque" carioca. Sua matriz instalada na Rua Gonçalves Dias, Centro do Rio, é patrimônio cultural e artístico da cidade. 


A filial do Forte de Copacabana perde no quesito charme e beleza para a matriz,  mas em compensação ganha disparado no quesito paisagem. O grande trunfo são as mesas com vista eterna para o mar.
 

Observar toda a Praia de Copacabana com o Pão de Açúcar de fundo durante o café da manhã é inspirador.


Paramos o nosso carro tranquilamente dentro do forte (grátis), compramos o ingresso (4,00 por pessoa) e entramos.

Ao chegarmos, às 11:30h na porta da Confeitaria, colocamos nosso nome na lista de espera e tivemos que optar entre as mesas do lado de fora, com a vista, ou do lado de dentro, com ar condicionado. Como o dia era insuportavelmente quente, ficamos com a segunda opção.

Depois de esperarmos mais de 1h, praticamente morrer de inanição recorrendo ao bolo de cenoura do concorrente e quase desistir, finalmente conseguimos nos sentar.
 
 
Não tinhamos fome, tinhamos saudades da comida.

O marido no desespero foi direto: - Dois cafés da manhã individuais porfavor?

Eu tentei interferir: - Amore será que não é muita coisa?

Ele curto e grosso: - Não se preocupe não vai sobrar "pedra sobre pedra".

Tá bom, vambora então.

O pedido chegou muito rápido à mesa. Como o café individual tem muita saída eles já deixam tudo preparadinho no balcão então, apesar da fila imensa, o serviço é veloz.


Cada café da manhã individual (33,00) ara composto de:

1 xicará de café, café com leite ou chá ou chocolate (eu fui de cappucino e o marido de chocolate quente), yogurt, cereais (vide granola), mel, geléia, manteiga, cesto com mini pães, torrada Petrópolis, 2 fatias de queijo prato, 2 fatias de presunto, 1 suco de laranja, 1 fatia de bolo, 2 casadinhos, 2 palmier e 2 petit four.
 

O meu capuccino estava maravilhoso


e o chocolate quente do marido também.



Cada cesta de pães continha croissant, mini baguete, uma torrada Petrópolis, dois pães de queijo e um outro pão que não sei o nome.

O croissant me surpreendeu e eu, que já havia adiado a ida na Colombo por achar que qualquer croissant ficaria a milhas de distância do croissant do La Bicyclete, me enganei.

Confesso que depois de ter comido yogurt, cereal e um croissant com queijo, a torrada Petrópolis não me empolgou. Mas o marido, ah o marido nem preciso falar, só mostro a foto dele.
 

Pensei que o pobre fosse morrer de tanto comer.

Tinha um outro pão que não lembro nome que era simplesmente maravilhoso (o mais escuro da foto, alguém ajuda?). Ele tinha uma massa um pouco doce e desmanchava na boca. Esse eu não consegui resisitir.
 


Suco de laranja natural, yogurte bom e geléias queensberry.
 


Os bolos, casadinhos, palmiers, petit fours e os pães de queijo da cesta foram levados para casa. Não achei nenhum deles excepcional exceto o palmier que estava desmanchando na boca, os outros eram normalzinhos.

Avaliação geral: Amei a experiência, porém tenho algumas considerações:

+ Como já dito, os pães são muito bons, mas não são nenhuma excepcionalidade.

+ No verão, se não quiser encarar uma fila de espera e passar calor, chegue cedo. O melhor horário é esperar o Forte abrir às 10h porque além de terem menos pessoas, os sol é mais fraco. O tempo de espera médio por uma mesa é 1:30h.


+ A outra opção é chegar depois de 13h quando a maior parte das pessoas já foi embora. Nos fins de semana a casa serve o café da manhã durante o dia inteiro e, além disso, servem salgados, saladas e pratos que me pareceram apetitosos fora os doces hummm. A vantagem de ir mais tarde é que o sol estará mais baixo e as árvores fazem sobra nas mesas.


Apesar de não termos usufuido da vista durante o café da manhã, após a refeição ficamos horas sentados nos banquinhos de frente ao mar apreciando o que o Rio de Janeiro tem de mais bonito: A sua paisagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com
Pin It button on image hover