quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Pequenas dicas práticas de Nova Iorque

Todos sabem que o foco deste blog é a comilança, mas acho que o planejamento é primordial para o sucesso da viagem.
Vou abordar nesse post alguns pontos, de suma importância e espero ajudar no seu planejamento e na sua viagem.
Quando ir:
Tinha lido em vários lugares para evitar ir no verão ou no inverno mas infelizmente só tive oportunidade de ir no verão.
Posso garantir que todos conselhos para não ir nessas estações são poucos pelo que passei.
O verão em Nova Iorque é mais do que quente, é insuportável! Não existe roupa ou sapato que te deixe confortável e fresca.

 
O metro se torna uma sucursal do inferno e você acaba mais tempo dentro das lojas para se refrescar que passeando pela cidade. Não evite essa época, simplesmente não vá!
Quanto ao inverno ainda não tive a experiência, e não quero arriscar.
Escolha a primavera ou o outono SEMPRE!
Chegando na cidade:
Se seu vôo chegar no aeroporto JFK você terá várias opções para chegar na Ilha:
  • O taxi, que custa cerca de 70 dólares;
  • Shuttle privado (que vai parando de hotel em hotel) e, segundo uma amiga, custa cerca de 20 dólares
  • Ou a combinação Air train + metro que custa $7,25 sem riscos de ficar preso no engarrafamento.
Nós optamos pela a terceira opção, que até pode não ser a mais cômoda mas é certamente a mais rápida.
Como funciona? Dentro do terminal de desembarque no aeroporto siga as indicações para o Air Train que é um trenzinho que te deixará direto na estação Jamaica.
Reserve AQUI seu hotel em Nova Iorque
Esse trem tem paradas em todos os terminais e depois segue para Jamaica Station. Olhe nos monitores instalados nas plataformas de embarque que você vai entender.
Chegando lá você compra um bilhete de U$5,00 nas máquinas referente ao Air train que você já usou.
Depois de pagar o Air Train, insira o bilhete para liberar a catraca de saída, pegue a escada rolante e desça direto para a estação do metro.
Já na estação, compre seu ticket e pegue o metrô expresso linha "E" que te deixará no Centro de Manhattan em menos de 1 hora.
Desça na estação onde você possa fazer conexão com a linha que te deixará próxima a sua hospedagem.
Previamente você já deve saber qual a estação de metro fica próxima ao seu hotel e já ir se familiarizando com as linhas.
Não adianta relutar, ao menos que você seja um Eike Batista é de metro que você vai se locomover na cidade.
Dica importante: Se você vai ficar uma semana na cidade compre o metrocard semanal diretamente no guichê da estação Jamaica (só em dinheiro). Custa $29,00 e vale por 7 dias corridos. Junto com ele você receberá o mapa das linhas. 
Já na cidade:
Manhattan é plana e te convida à caminhada, ou seja, você pode caminhar por muitas horas sem sentir. No entanto no fim do dia seus pés vão reclamar. Então não economize em andar de metro. Ah, são apenas 10 quadras. Vá de metro!
A cidade te oferece milhões de opções gastronômicas. Se você quer comer muito barato as primeiras opções do turista desavisado são as barraquinhas de rua e a redes eca de fast food.  Nós descartamos essas duas opções, pois não queríamos nos alimentar mal em uma cidade em que turistavamos 12 horas por dia.
Temos vários posts de onde comer bem, comer bem pagando caro e comer bem pagando barato. Dê uma olhada nos nossos posts, imprima e leve com você.
Se você deseja comer bem e pagando pouco os restaurantes orientais são a sua solução.
Um prato de Pad Thai custa cerca de 7 dólares e muitas vezes alimenta duas pessoas além de ser delicioso. 
Há diversos deles espalhados pela cidade, tailandeses, chineses, Vietnamitas, Indianos e Japoneses. Muitos deles servem buffet no almoço a preços razoáveis. Leia o nosso post sobre o Yum Yum Bangkok que serve uma deliciosa comida Tailandesa por exemplo.
Há também uma rede de supermercados de produtos orgânicos chamada Whole foods Market espalhada pela cidade. Não podemos dizer que são as comidas mais baratas do universo, mas eles servem muitos tipos de pratos prontos para serem consumidos na sua praça de alimentação ou serem levados para o hotel. Um croissant e um café sai na faixa de 5 dólares.
Tem também a rede de produtos naturais Trader Joe's, mas este infelizmente não experimentamos.
Sem esquecer obviamente do Eataly que para mim já vale a viagem.
 
Compras:
Todo mundo fala, se você vai para ficar uma semana não vale a pena sair de Manhatan para desbravar os outlets. Eu não saí, mas também não fiz grandes compras.
  • Century 21: É uma MEGA MEGA MEGA ponta de estoque de várias grifes famosas. Quando eu pisei a primeira vez na loja quase desmaiei tamanho foi a poluição visual. Deu vontade de chorar e pensei: Não vou perder minha viagem procurando roupas aqui. Para fazer boas compras, você precisa conhecer a loja e saber onde estão os produtos que valem a pena. É muito boa para comprar roupas masculinas e femininas Calvin Klein para trabalhar. Boa para comprar casacos também. Se o fizerem não se esqueçam de olhar para ver se é Down Jacket como eu falei nesse post AQUI. Eu comprei um Down Jacket por 57 dólares e um sobretudo Miss Sixty impermeável por 37 dólares, blusa polo Tommy Girl 15 dólares. Excelente para comprar roupas para crianças também. Mas tem que fuçar, perder um dia lá só para desbravar a loja. A frase mais marcante do marido sobre a loja foi: “Amor, estou me sentindo na Renner em plena Nova Iorque, aqui só tem brasileiro!”


     
  •  Forever 21: Essa foi uma dica de uma amiga que depois de saber meu desespero pós-primeiro-contato com a Century 21 me mandou para a Forever 21. Minha salvação, ao entrar respirei aliviada. Era uma loja “normal” como uma arrumação quase normal também. Adorei tudo dessa loja que tinha preços bem razoáveis. Perdi uma manhã e fiz minhas compras por lá. Porém nada é perfeito: Uma parte dos vestidos são curtos e a modelagem pequena. Normalmente visto M mas lá meu tamanho era G. Ahhh tive a impressão que as araras com as roupas mudavam de lugar porque via uma coisa legal e, quando voltava para buscar já não encontrava. hahahaa
  • Best Buy: Melhor loja para a compra de eletrônicos, só cuidado que eles também vendem refurbished, ou seja, equipamentos de 2º mão que deram uma guaribada e colocaram à venda.
  • BH photo: Líder na venda de material de fotografia. A loja é enorme e você vai querer comprar tudo lá! Inevitável! Eles tem atendentes que falam português.
Museus:
Você ama museus mas está com a grana curta e precisa escolher apenas um ou dois para ir sem desequilibrar seu budget?
Seus problemas acabaram.
Fique sabendo que você pode ir de graça, ou quase, aos museus na cidade.
 
 
O que quase nenhum guia fala é que grande parte dos museus da cidade tem entrada sugerida, então quando você chega no guichê para comprar seu ticket, tá escrito lá discretamente junto a um valor qualquer que a entrada é sugerida. Por exemplo, US$ 25 admission suggested. Ou seja, o boboca vai ver o preço da entrada grandão mas, não vai perceber que este é o valor é sugerido pelo museu e que você pode dar menos, muito menos.
O marido queria dar 5 dólares por nós dois, mas eu vetei na hora! Resolvi que daríamos US$1,00 pelos dois em protesto às obras ali expostas roubadas de outras nações e a exploração econômica dos EUA sob outros países em desenvolvimento. O país tem dinheiro suficiente para manter aqueles museus impecáveis sem precisar que os turistas desembolsem nada, até porque nós e os cidadãos daquela cidade pagamos uma fortuna em impostos em cada item que compramos.
E para você que como nós quer protestar também, ou mesmo economizar aí vai a relação dos museus que tem entrada sugerida ou são de graça em determinados dias da semana.
+ Metropolitan   - 1000, da Quinta Av., com a rua 82. Bilhete: suggested admission.
+ Museu de História Natural -  Central Park West e rua 79. Bilhete: suggested admission.
+ Guggenheim - 1071 5th Ave  New York. Bilhete: suggested admission aos sábados, entre 5:45 da tarde e 7:15.
+ MoMa - 11 West 53rd Street  New York. Toda sexta-feira, das 4 da tarde às 8 horas da noite, há o “Target Free Friday Night”. O supermercado Target patrocina a entrada de graça no MOMA. A fila é grande mas anda rápido
+ Museum of moving image - 36-01 35th Avenue New York - Bilhete: free admission às sextas das 4 da tarde às 8 horas da noite
Estas foram alguns pontos que gostaríamos compartilhar com vocês. Talvez alguma pessoa com mais experiência em Nova Iorque discorde ou tenha alguma outra dica imperdível para compartilhar.
Esse espaço está aberto a opiniões, críticas e dicas.
Até o próximo post

3 comentários:

  1. Deixo aqui uma informação que pode ajudar - muito! - na hora da necessidade ( leia-se muitas malas...) : os taxis de e para JFK têm uma tarifa fixa de 45 obamas. Mais pedágios e gorjetas. Porém, se você pedir pro motorista pegar a Queensborough Bridge, economiza no pedágio! ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Marcie, obrigada pela dica! Certamente ajudará muitas pessoas!
      bjs
      Dani

      Excluir

Booking.com
Pin It button on image hover