sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O que comer em Florença e na Toscana - Introdução às Comidas Típicas Italianas

Escrito por Dani Bispo

A cozinha Toscana é constituída principalmente por pratos e doces tradicionais que mantém suas receitas inalteradas por muitos anos.

Como a cozinha Italiana de maneira geral, é uma cozinha simples saudável e saborosa.

Saiba tudo sobre a cidade de Bolonha e Emilia Romagna na Itália no blog “a Bolonhesa”

O primeiro produto que não se encontra igual em nenhuma parte da Itália é o pão toscano. Caracterizado pela falta de sal, parece que o costume de fazer esse pão remonta ao século XII, quando, no auge da rivalidade entre Pisa e Florença, Pisa bloqueou comércio de cloreto de sódio precioso.

P1091347

Na Toscana, o pão é sagrado. O fato de não jogá-lo fora, e sim usa-lo, mesmo quando ele é velho, é evidenciado por uma longa série de receitas antigas ainda muito usadas como: panzanella, ribollita, acquacotta, Pappa al pomodoro, la zuppa di verdura etc

Algumas características da tradicional cozinha toscana é o uso de carnes  de animais selvagens.

Também são muito usados produtos da fazenda, como galinhas, perus, gansos, galinha d’angola e pombos junto com coelhos e animais de caça, a lebre e javali selvagem, faisão e porco-espinho.

Reserve AQUI seu hotel na Toscana

O porco também é muito usado, basta pensar no famoso Prosciutto toscano.

O sucesso da cozinha toscana também é muito ligado ao excelente azeite. Este precioso condimento produzido nas colinas de Lucca, Chianti e as terras ao redor de Siena também adiciona sabor a um simples pedaço de pão.

Entre os queijos tradição centra-se na Toscana a grande produção de pecorino.

Entre os doces não faltam surpresas: cantucci, ricciarelli, castagnaccio alla pistoiese e lo zuccotto, famoso no mundo como o primeiro semi frio da história.

Não podemos esquecer jamais dos vinhos toscanos que são um capítulo a parte.

Nota: A pronuncia do nome dos pratos está entre parênteses . Tch se pronuncia como a palavra tchau.

 Leia também nossas dicas de onde comer em Florença 

E não deixe de ler os nossos outros posts sobre a comilança na Itália.

Duas iguarias que não podem faltar na sua mesa em Roma
O que comer em Florença e na Toscana - Introdução às Comidas Típicas Italianas

O que comer na Emilia Romagna? – Itália - Introdução às comidas típicas.

15 dicas de como pedir um café na Itália
Os Cafés Italianos – Introdução às Comidas Típicas Italianas

Selos de qualidade e origem dos produtos italianos

Itália – Rimini
Selva di Val Gardena - Itália
Itália - Capri e Sorrento

Pizza

Como comprar vinhos nos supermercados italianos (ou em qualquer outro lugar do mundo) – post para leigos como eu
Como se vestir no inverno Europeu

Colazione (Café da Manhã)

Produtos da Padaria Toscana

2049500893_68b9c829b7+ Schiacciata (skiatchiata) é uma focaccia, assada no forno e temperada com azeite de oliva e sal. Às vezes é adicionado à massa mortadela, salame ou queijo;

 

 


fonte foto: AQUI  

Covaccino+ Covaccino (covatchino) – é uma focaccia mais fina cozida em forno de lenha, temperado com azeite e sal. Excelente sozinho, mas ideal com carnes frias, queijos, legumes em conserva, e outros (creme de chocolate) .

 


fonte foto: AQUI  

  Pranzo/Cena (almoço/jantar)

Antipasto (Entradas)

 

affettati misti+ Affettati Misti - Uma variante do tradicional antepasto. Uma diversidade de frios servidos em uma bandeja. Na variação toscana pode incluir sopressata, presunto cru, salame finocchiona (salame preparado com carne de porco moída e sementes de finocchio, capocollo (coppa), mortadela e pancetta defumada (embutido preparado com a barriga do porco).


fonte foto: AQUI 

f+ Baccelli e pecorino (batcheli e pecorino) - Favas jovens e queijo pecorino, azeite extra virgem, sal e pimenta. Em alguns casos, o prato é enriquecido com orégano, folhas de salsa, vinagre de vinho tinto e alho. É geralmente servido com fatias de pão.

 

 

fonte foto: AQUI  

Índice+ Crostini di fegato ou Fegatini - Crostini são pequenas torradas com patês, neste caso o patê é um molho feito com fígado de galinha, manteiga, alcaparras, anchovas, cebola quente, que é espalhado sobre pão quente e literalmente devorado pelos presentes.

 

 

fonte foto: AQUI   

coccoli+ Coccoli: São salgadinhos feito com farinha, levedura e caldo de legumes (ou leite) e fritos. Geralmente acompanhados de presunto e queijo stracchino (queijo de pasta mole, se assemelha a um requeijão).

 

 

 

 

 

 

 


fonte foto: AQUI  

Opening + Fettunta - Quer dizer fetta (fatia) + unta (untada). Em outras regiões chamadas de bruschetta. Pão quentinho + azeite de oliva.

 

 

 

 

 


fonte foto: AQUI  

2132413841_5506e6f250+ Pinzimonio - Legumes crus. Cenouras, aipo, erva-doce e rabanetes são servidos com uma mistura de vinagre de vinho, suco de limão, azeite, sal e pimenta, onde os legumes podem ser mergulhados. Outros ingredientes populares  são alcachofras, couve-flor, pimentão, tomate, cebola verde, rampas e aspargos.  Combina perfeitamente com o Trebbiano Toscano ou vinho branco Vernaccia di San Gimignano.

fonte foto: AQUI  

news-torta_rustica_carciofi+ Torta di carciofi (torti di catchiofi): Torta salgada de Alcachofra. Muito comum no verão que é a época deste vegetal. Pode ser servida quente ou fria.

 

 

 


fonte foto: AQUI 

P1091304+ Lardo di colonnata Um tipo de bacon nobre produzido em Carrara. Pode ser acompanhado de um pão torrado. Desmancha na boca.

 

 


 

Primo piatto (primeiro prato)

Zuppa (sopa)

6727003177_4670497461_z+ Carbaccia (carbatchia) - sopa de cebola que pode ser apreciada até mesmo por aqueles que não gostam de cebola, uma vez que os ingredientes que a compõem são além de cebola, feijão, ervilha, bacon e queijo.

 

 

 

 

 


fonte foto: AQUI 

450px-Cremadiporri+ Crema di Porri (crema di pori): A receita atual inclui alho-poró, batata, caldo de legumes, azeite de oliva, sal e pimenta branca. A batata pode ser substituída por um pouco de farinha. Tradicionalmente consumida no dia de San Lorenzo (10 de agosto).

 

 

 

 


fonte foto: AQUI

 thumb_crespelle-feb.png

+ Crespelle fiorentine - massa frita recheada com espinafre e ricota, salpicado com uma camada de molho béchamel.

 

 


fonte foto: AQUI  

caldaro-dellargentario-600x305 + Caldaro dell'Argentario – É a sopa de peixe. Uma espécie de caldeirada leva pão toscano, azeite extra virgem, cebola, salsa, alho, tomate, e diversos tipos de peixes.

 


fonte foto: AQUI  

P5041453+ Minestra di farro ou zuppa di farro – Prato típico de Lucca. Esta sopa além do faro (um cereal similar ao trigo pouco usado no Brasil) leva feijões, cebolas, alho, aipo, folhas de sálvia, manjerona, alecrim, presunto picado, tomate, canela, noz moscada, sal e pimenta moída. Pode conter variantes. A sopa é servida com pão e um fio de azeite. Essa aí da foto ao lado já falamos neste post AQUI.

 

800px-Minestrone-di-verdure+ Minestrone toscano di verdure: Em italiano Minestra (sopa) + one (aumentativo) portanto sopão. É uma sopa de legumes da estação. Rale um queijo e coloque um azeite por cima e caia dentro.

 

 


fonte foto: AQUI  

P5041448+ Pappa al pomodoro: A sopa toscana que mais amo! Pedaços de pão embebidos em um caldo feito com tomates frescos, alho, manjericão e pedação de pão. Amo tanto que faço até aqui no Brasil.

 

 

 

P1091307+ Ribollita: Típica de Florença e Arezzo. É uma sopa de pão e legumes. O nome quer dizer “refervida” . A origem dessa sopa, vem da época que se fazia grande quantidade de comida e que sobrava para a próxima refeição, precisando assim ser refervida. Dizem as más línguas que a sopa é ainda melhor no dia seguinte.

 

 

800px-Acquacotta+ Acqua Cotta (acua cota) – Uma sopa que na versão mais popular na Toscana envolve o uso de cebola, tomate, água, azeite, aipo, cenoura, manjericão, torradas de pão amanhecido, queijo ralado, ovo e água. Literalmente água cozida pois todos os ingredientes são cozidos em fogo baixo.

 


fonte foto: AQUI

manifregoli

+ Manafregoli, magnifregoli (manhifregoli) ou manifregoli - O prato é composto por farinha de castanha, leite (ricota ou nata), e sal. Após o cozimento é colocado em uma tigela e acrescentado o leite, nata ou ricota frios para criar ao prato o contraste quente / frio.

 


fonte foto: AQUI   

Pasta (massa)

PC2737697+ Pappardelle al cinghiale (papardele al tchingiale) – Massa tipo pappardelle, ou seja bem larga, com molho de carne de javali. Uma delícia.

 

 

 

 

pappardelle-alla-lepre-460x345+ Pappardelle alla lepre ou al coniglio (al conilhio) Massa tipo pappardelle com molho à base de carne de lebre ou coelho.

 

 

 


fonte foto: AQUI   

piciaglione-300x198+ Pici all'aglione (Pitchi alalhione) – Massa tipo pici com molho à base de alho e molho de tomate. Típica de Siena.

 

 


fonte foto: AQUI  

06_ricotta_&_spinach_gnocchi-2_0+ Gnhocci nudi (nhoqui nudi) ou Ravioli nudi  - A massa leva ricota, queijo, gemas, a farinha, a manteiga, espinafre fresco, sal e pimenta. O prato é  delicioso quando servido com queijo parmesão ralado,  manteiga derretida e/ou molho branco.

 

fonte foto: AQUI

Secondo piatto (segundo prato)

A cozinha toscana é famosa pela  carne de "caça", como a carne de javali, de lebre e de faisão além da famosa Bistecca alla Fiorentina.

603px-Agnello-arrosto+ Agnello arrosto (anhelo arosto) - O prato é feito de qualquer perna ou no ombro de cordeiro, vinho ou vinagre de maçã, azeite extra virgem, alecrim fresco e raminhos de tomilho, alho, sementes de erva-doce, sal e pimenta moída assada no forno quente durante cerca de uma hora.

 

 

 


fonte foto: AQUI   

arista_francese_01+ Arista – A receita lombo de porco com os ossos, sálvia, alecrim, folhas de louro, alho, sementes de erva-doce, azeite de oliva extra virgem, sal e pimenta moída. A carne tem que ser perfurada em vários lugares e os orifícios devem ser preenchidos com a mistura feita com o resto dos ingredientes. O prato é assado no forno por aproximadamente uma hora e meia.

fonte foto: AQUI  

P1101535+ Bistecca alla Fiorentina – É um corte de filé bovino (raça chianina alimentadas com forragem) de cerca de 3cm de espessura  e assados em grelha de carvão. É costume salpicar com um pouco de azeite de oliva para proporcionar aroma, pimenta moída e ervas. Os acompanhamentos tradicionais são os fagioli cannellini (feijões branco  ao azeite) mas também salada ou batatas. Deve ser acompanhado com vinho chianti clássico.

 

800px-Bistecchine_di_maiale2+ Bistecchine di maiale (bistekine di maiale) - Bifes de porco são marinados em uma mistura feita de azeite extra virgem, vinho branco, alecrim, hortelã, orégano, tomilho, manjerona, folhas de sálvia, sementes de funcho e quaisquer outros condimentos aromáticos, bem como o sal e a pimenta. Depois os bifes podem ser cozidos ou grelhados. Acompanha bem um vinho Chianti Rufina.

fonte foto: AQUI

img1036+ Calamari in zimino: Um prato à base de lula e espinafre cozidos no vinho.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI


spinaci+ Casseruola alla fiorentina: A receita, inclui os peitos de frango em cubos, o caldo de galinha ou sopa de cogumelos, creme de queijo em cubos, muçarela e/ou queijo parmesão, espinafre picado, maionese, creme de leite, alho, bem como o bacon esfarelado ou salsichas. Algumas versões incluem massas.

fonte foto: AQUI

timthumb.php+ Cervello alla fiorentina ou cervello fritto (tchervelo alla fiorentina): O prato é preparado utilizando o cérebro de bezerro ou ovelha jovem, empanada e frita em óleo azeite extra virgem até dourar.

 

 

 

 

 


fonte foto: AQUI  

cinghiale_in_umido+ Cinghiale in umido (Tchingiale in umido): Ensopado de Javali. Leva cebola, cenoura, salsão, azeite de oliva extra virgem, tomate, sal, pimenta e especiarias. A carne é cozida com os legumes e vinho em baixas temperaturas. É um prato ideal para o inverno. Pode ser acompanhado por polenta ou alho poro e vinho tinto (merlot ou Barolo são os ideais).


fonte foto: AQUI  

coniglio_arrosto_con_olive+ Coniglio arrosto (conilhio arosto): Coelho assado (ou cozido). Leva alecrim.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI   

faraona arrosto DSC_7545+ Faraona Arrosto: Galinha d’angola assada com alecrim e vinho branco.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI    

fegatelli+ Fegatelli alla Fiorentina: Pedaços de fígado de boi ou de porco temperados com sal, pimenta, folhas de louro picado, alho e sementes de funcho. 

 

 

 

fonte foto: AQUI 

lesso-rifatto-con-le-cipolle-origwm+ Lesso Rifatto alla Toscana: Um ensopado de carne de boi (geralmente músculo) com batata ou cebola dependendo da variação.

 

 

 


fonte foto: AQUI  

3740+ Oca ripiena: Ganso recheado com uma massa feita de batatas, cebola e especiarias ou até maçãs.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI   

5842035000_204b48c91c+ Palombo alla livornese: Ensopado de filé de cação. Os filetes de peixe sem espinhas são cozidos juntamente com cebola picada, dentes de alho, tomates maduros, cenoura, azeite de oliva extra-virgem, vinho branco ou tinto, sal e pimenta. O prato pronto é decorado com folhas de salsa picada.

 

 

 

 

 

 

fonte foto: AQUI 

400_F_10642904_Tt705ZZO1nak2nVGePUq2qdsyaY1bnJu+ Picchiante (pikiante): É um prato constituido de miúdos de pulmão bovino cozido com molho de tomate e geralmente acompanhado de polenta.

 

 

 

fonte foto: AQUI  

1-Pollo-alla-cacciatora-4-1-of-1+ Pollo alla cacciatora (catchiatora): São frangos fritos e depois cozidos em fogo baixo no vinho branco (em alguns lugares no vinho tinto), molho de tomate e orégano.

 

 


fonte foto: AQUI    

Pollo_alla_fiorentina+ Pollo alla fiorentina (polo ala fiorentina): O frango é marinado no azeite, limão, alho, alecrim e louro depois empanados e fritos.

 

 

 

 

 

 

 

 


fonte foto: AQUI  

Polpette+ Polpette alla fiorentina: Almondegas fiorentinas. As bolas são compostas de carne (frango ou boi) moída, pão amanhecido, ovos e leite. A massa pode incluir também batatas cozidas amassadas, folhas de salsa, alho, cebola roxa, queijo Parmigiano, sal e pimenta. Às vezes, um molho especial feito de cenoura, cebola roxa, salsão, salsinha, azeite e vinho branco é servido com os “polpettes”.

fonte foto: AQUI    

494614348+ Rosticciana (rostitchiana): Churrasco dos toscanos. Este prato é composto de costelas de porco, temperado com diversas especiarias ou apenas com pimenta, sal, espalhados sobre a carne antes ou após o cozimento, e umedecendo um pouco "com um raminho de alecrim embebido em vinagre. 

 

fonte foto: AQUI  

SOGLIOLA_ALLA_FIORENTINA+ Sogliola alla Fiorentina (solhiola alla fiorentina): Filés de linguado previamente temperados com sal e pimenta, polvilhado com suco de limão ou revestido em farinha são fritos na manteiga derretida. Quando obtém uma cor dourada, um copo de vinho branco é adicionado à panela. O peixe é cozido mais até que o álcool evapore. É servido com espinafre cozido e manteiga. Pode ser cozido no forno com os mesmos ingredientes.

fonte foto: AQUI 

news-stracotto_manzo

 + Stracotto: Literalmente “extra cozido”.Os legumes em cubos (cogumelos porcini, cenoura, cebola, talos de aipo) são refogados e depois a carne bovina ou suína é acrescentada. Quando todos os ingredientes estiverem dourados, o resto dos ingredientes (extrato de tomate, pancetta, diversas ervas aromáticas, especiarias e o vinho tinto (Chianti ou Merlot) são acrescentados na panela e cozido por aproximadamente 3 horas ou até que o molho se torne de espesso.

fonte foto: AQUI  

tagliata+ Tagliata (talhiata): O Tagliata é um bife tradicionalmente cozido. A carne é desossada e marinada por pelo menos dez minutos em uma mistura de dentes de alho picados,  alecrim e azeite de oliva e, em seguida, grelhados de forma habitual. Antes de servir, o tagliata é cortado com uma faca muito afiada em fatias finas e colocado em pratos aquecidos. A carne é tradicionalmente acompanhada por espinafres salteados e molho especial feito através da infusão de azeite com folhas de alecrim.

fonte foto: AQUI 

trippa-alla-fiorentina+ Trippa all fiorentina: Tripa [aquela da dobradinha sabe?] com talos de salsão picados, cenouras, cebolas, alho, tomates e azeite de oliva. Em algumas variantes carne picada e manteiga podem ser adicionadas. Depois de pronto, é temperada com sal e pimenta e queijo parmesão ralado.

 

fonte foto: AQUI  

Contorni (Acompanhamentos dos segundos pratos)

O fato da Toscana ser uma terra rica em vegetais torna essa parte da refeição muito farta.

Abobrinha, feijão, couve flor, couve e tomates são os vegetais mais usados. Sempre respeitando a sazonalidade é claro.

Poderia passar horas aqui listando pratos de acompanhamentos, mas deixo esta parte para vocês descobrirem “in loco” e me contar depois ok?

Cito apenas um exemplo que encontrei em quase todas as minhas pesquisas:

Fagioli all'uccelletto+ Fagioli all'uccelletto: Feijão tipo cannellini cozido com molho de tomate e folhas de salvia.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI 

Insalata (Salada)

panzanella-thumb+ Panzanella: É uma salada de pão e tomate muito popular no verão. Ela inclui pedaços de pão velho encharcado com balsâmico e suco dos tomates, tomates frescos, cebola roxa, pepino e manjericão, temperada com azeite e vinagre. É uma receita que sempre faço lá em casa.

 


fonte foto: AQUI

 

Dolce (doces)

swiezy_brigidino_moja_toskania_san_baronto+ Brigidini di Lamporecchio (lamporekio): São biscoitos-chips feitos de farinha ovos, açúcar e sementes ou extrato de anis.

 

 

 


fonte foto: AQUI  

Inland-Seafood-4+ Bomboloni: Sabe o nosso sonho? Então é isso! Podem ser recheados ou não,  fritos ou ao forno.

 

 

 


fonte foto: AQUI  

buccellato 1+ Buccellato di Lucca (brutchelato di Luka): É um pão de massa macia e doce, recheada de passas e anis.

 

 


fonte foto: AQUI 

    Já leu nosso post sobre Lucca? Clique AQUI

623886188_5cf830dbc1+ Cantucci (cantutci): Típico de Siena, os cantucci são pequenos biscoitos de amêndoas duros como uma pedra que devem ser molhados no Vin Santo (vinho Santo) que é um vinho doce de sobremesa que mais se assemelha a um licor.

 

 

 

 

 

 

 

fonte foto: AQUI 

  

2141044614_636dd4c9df+ Cavallucci di Siena (cavalutchi di Siena): É um biscoito de cor clara e consistência meio-duro. Tem sabor de  nozes, mel,  frutas cristalizadas e anis presente na massa.

 

 


fonte foto: AQUI    

6319045320_544d7c6557+ Castagnaccio (castanhatcio) ou torta di neccio (torta di netchio): Típica de Lucca se trata de uma torta de farinha de castanha.

 

 

 

 

 

 

 

fonte foto: AQUI  

cenci+ Cenci (Tchentchi): A massa é feita de farinha,  manteiga, açúcar, ovos, sal, fermento e rum ou vinho Marsala e depois fritos. Depois de prontos são polvilhados com açúcar e servido ainda quente. É um doce tradicionalmente consumido no carnaval.

 

 


fonte foto: AQUI  

P1090212+ Copate di Siena: Sanduiches de hóstia. O recheio é feita com uma massa que leva mel, clara de ovo, amêndoas e nozes picadas.

 

 

 


fonte foto: AQUI   

florentines_1+ Florentines: Biscoitos feitos de farinha, açúcar, manteiga, mel, raspas de laranja, creme de leite, flocos de chocolate, amêndoas e cerejas cristalizadas. Perfeito para comer com uma xícara de café ou chá.

 

 


fonte foto: AQUI   

necci-23+ Necci garfagnini (netchi garfanhini): É uma sobremesa preparado com farinha de neccio ou seja, farinha de castanhas de forma semelhante à uma panqueca. Podem ser recheadas com creme à base de ricota ou nutela. hummm

 


fonte foto: AQUI 

co panforte specialitá toscana+ Panforte di Siena: Uma sobremesa que leva em sua massa nozes e  frutas cristalizadas. O açúcar é dissolvido no mel e amêndoas, nozes, frutas e especiarias são misturadas a farinha. E por cima são polvilhados açúcar. Pode ser servido com café ou vinho santo depois da refeição ou consumido no café da manhã. Super famosa (e encontrada) em toda Itália.


fonte foto: AQUI  

Já leu nosso post sobre Siena? Clique AQUI

piatto-pronto-panini-dolci-vassoio-tovaglietta-bicchiere-di-vino_dettaglio_ricette_slider_grande3+ Pan co' santi - No dialeto toscano os santi (santos) são nozes e passas que você pode encontrar dentro deste pão macio e doce. Pessoas de Siena usam para servir "Pan co" Santi " com " vin santo " (vinho santo) um vinho fortificado doce típico da Toscana.

 

fonte foto: AQUI  

Pasimata+ Pasimata: A forma lembra um panetone ou uma Colomba Pascal. A massa é recheada com uvas e sementes de anis. Muito consumida no período da quaresma.

 

 


fonte foto: AQUI    

PC273793_thumb4+ Profiterole: Apesar de popular na França esse doce foi criado por um chef italiano. São pequenas mini-bombas recheadas com creme ou sorvete e cobertas de calda de chocolate;

 

 


fonte foto: AQUI   

pesche-al-cioccolato+ Pesche al cioccolato (peske aL tchiocolato) : São bolinhos que levam em sua massa farinha, ovo, açúcar e manteiga. Depois de assadas são mergulhadas no licor alchèrmes e passadas no açúcar. São recheados com calda de chocolate ou nutela. Lembram a forma de um pêssego. Ótimo para servir com chá.

 

fonte foto: AQUI 

IMG_1817+ Ricciarelli di Siena (ritchiareli di Siena): São biscoitos feitos com farinha de amêndoas, açúcar, mel, clara de ovo, baunilha e às vezes suco de limão. De cara digo que sou loucas por eles.  Obviamente se comprado em uma boa padaria seria melhor, mas também pode ser ser encontrado nos supermercados em caixas com 9 biscoitos. É um produto com selo de qualidade IGP.


fonte foto: AQUI

Já leu nosso post sobre os Selos de qualidade e origem dos produtos italianos? Clique AQUI

schiacciata-fiorentina+ Schiacciata alla fiorentina (skiatchiata fiorentina): O bolo é feito de farinha de trigo, açúcar, ovos, milho, azeite ou óleo de girassol, leite, baunilha, cacau, suco e raspas de laranja e fermento em pó. Depois de assado é coberto com açúcar de confeiteiro. A maioria dos padeiros decora o bolo com o símbolo de flor-de-lis feitos de pó de cacau. Pode ser recheado com creme de chantilly ou qualquer outro creme de pastelaria.


 fonte foto: AQUI  

schiacciata con l'uva 2+ Schiacciata con l’uva (skiatchiata conluva): É uma focaccia preparada com uvas frescas. Tipica do Outono Toscano.

 

 

 


fonte foto: AQUI  

PC243272_thumb_thumb8+ Tiramissù: A região de sua origem é discutível, mas o fato  é que este doce está presente em toda parte da Itália. Consiste em camadas de biscoitos savoiardi embebidos em café, entremeadas por um creme à base de queijo mascarpone e polvilhadas com chocolate amargo. Imperdível.

 

 

dettaglio-torta-di-cecco+ Torta di Cecco (torta di tcheko): É muitas vezes confundida com o panforte, porque tem características em comum: contém frutas secas e cristalizadas e é redonda. No entanto, os ingredientes são diferentes. A massa é mais delicada, tem cobertura de chocolate amargo.


fonte foto: AQUI 

torta-della-nonna-crema-pasticcera-pinoli-ricetta+ Torta della nonna: Torta da vovó é um bolo delicado típico da Ligúria, mas também muito difundido na Toscana. É composto por um envelope de massa recheada com delicioso de creme confeiteiro e coberta com pinoli e açúcar de confeiteiro.

 

fonte foto: AQUI  

zuccotto-stelle1+ Zuccotto fiorentino: Sobremesa gelada feita com bolo, conhaque, e recheio de ricota ou nata (panna). Pode também levar sorvete no seu recheio.

 

 

 

fonte foto: AQUI  

Lanches e Comida de rua

xl_4200_TP-panino-giusto-01+ Panini: Sanduiches. Estão por toda parte principalmente com pães ciabatta ou rosetta. O pão pode ter diversos tipos de recheios. Mesmo sendo típico de Roma, um sanduiche muito popular é a Porchetta (carne de porco). A carne de porco foi previamente desossada e temperada com pimenta sal e ervas e assada.    

fonte foto: AQUI 

Particolare-frittella-di-riso+ Frittelle di riso: Bolinhos de arroz ou arroz frito.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI

Lampredotto-Rolls-made-by-Vito-Mollica+ Lampredotto: é um prato feito do estômago bovino e muito consumido na Toscana. É servido no pão e, de acordo com o gosto de quem for comer, com condimentos que vão desde o simples sal e pimenta, ao tradicional molho verde ou até azeite picante. O grande final será quando o vendedor te perguntar “lo vuole bagnato?” (Quer ele molhado?). Se responder que sim ele mergulhará o pão superior do sanduiche na molho da panela e você terá um sanduba suculento e gotejante. fonte foto: AQUI 

Bebidas alcoólicas

Os vinhos mais conhecidos são:

241_251-Brunello di Montalcino Casa del Cervo+ Brunello di Montalcino: Vinho tinto DOCG produzido na comune de Montaltino, província de Siena. Tem aroma característico intenso e sabor seco, quente, robusto, harmônico e persistente. Ótimo para acompanhar carnes vermelhas e selvagens, fungos e tartufos bem como queijo pecorino toscano (queijo de ovelha).

 

fonte foto: AQUI 

chianti-2+ Chianti: É um vinho tinto seco, produzido com as uvas Sangiovese e Canaiolo, ambas tintas, e as brancas Trebbiano e Malvásia. O Chianti combina bem com carne bovina, de cordeiro e de caça. Chianti básico é frequentemente caracterizada por suas notas de frutos como cereja, ameixa e framboesa.   

 

 


fonte foto: AQUI 

Drinks

22100416-negroni-thumb-518xauto-84577+ Negroni: é um drink feito com uma parte de gin, uma parte de vermouth e uma parte de campari. Foi inventado em Florença em 1919 no Caffè Casoni, atual Caffè Cavalli.

 

 

 

fonte foto: AQUI 

aperol-2+ Spritz: É aperitivo de proveniência do Norte da Itália muito consumido em todo país.
O drink é preparado com vinho branco ou prosecco, licor apperol, água mineral com gás e uma rodela de laranja.

 

 


fonte foto: AQUI 

Vin Santo and Cantucci.IMGP5091+ Vin Santo: É um vinho doce feito da uva Trebbiano e Malvasia e servido como sobremesa. A sua textura lembra muito a um licor.

 

 

 

fonte foto: AQUI 

Queijos

Pecorino_romano_cheese+ Pecorino romano DOP– Apesar de ter o nome “romano” esse queijo de ovelha (pecora) tem uma parte da sua produção na Toscana. Já tinha falado dele nesse post AQUI, lembra?

fonte foto: AQUI 

 

 

 

Pecorino_Toscano+ Pecorino toscano DOP -  Também é um queijo de ovelha, porém na Itália os queijos “peconini" tem suas diferenças. Esse queijo é feito a partir do leite integral de ovelha e coalho de vitelo. O sabor varia conforme o tempo de maturação. Quando fresco o sabor é delicado e doce de textura macia  enquanto o maturado tem o sabor mais intenso e salgado de consistência mais dura. fonte foto: AQUI 

 

Outros produtos DOP da região da Toscana

Para entender melhor as siglas o que é os Selos de qualidade e origem dos produtos italianos leia este post AQUI.

Esses produtos você pode comprar e trazer ou mesmo consumir em sua viagem. Os selos DOP e IGP são a certeza de procedência e qualidade do produto.

Prosciutto di Cinta Senese+ Cinta Senese (tchinta senese) – É um embutido feito da carne da raça de porcos Senese que é uma raça criada exclusivamente na Toscana; 

 

 


fonte foto: AQUI 

Prosciutto+ Prosciutto Toscano (proxuto toscano) – Presunto levemente mais salgado e gosto inconfundível. Todo o processo desde a criação do animal  até a confecção do produto é feita na Toscana.

 

 

 

fonte foto: AQUI  

Olio-di-Seggiano+ Seggiano - Azeite extra virgem feito a partir de 80% de oliveiras da espécie Olivastra Seggiano e 15% de outras variedades. Suas características são acidez máxima não superior a 0,50%, cor em tons de verde para amarelo dourado, cheiro frutado com notas de alcachofra e aromas secundários de frutas brancas e sabor com notas herbáceas, amargo e picante em boa harmonia.

fonte foto: AQUI 

+ Farina di Neccio della Garfagnana (farina di netchio della garfanhana) – Farinha de castanha usada para preparar a polenta  o Castagnaccio e o Necci.

 

 

fonte foto: AQUI  

farina_castagne_lunigiana_large+ Farina di castagne della Lunigiana (farina di castanhe della lunigiana) - A farinha de castanha de Lunigiana é um tipo particular de farinha de castanha. Sua cor é marfim e seu gosto doce.

 

fonte foto: AQUI 

toscana_p151--178x220+ Miele della Lunigiana – Mel produzido na região de Massa Carraca. Pode ser de acacia ou de Castanha. O sabor é muito doce com notas de baunilha e não amargo.

 

 

 


fonte foto: AQUI 

01-69260344+ Terre di Siena – Um azeite de oliva extra virgem produzido na região de Siena. Tem sabor frutado, levemente amargo e picante.

 

 

fonte foto: AQUI 

zafferanoAquila+ Zafferano di San Gimignano – É uma flor cultivada na região de San Gimignano. É usada na cozinha para condimentar ou colorir os pratos.  O sabor é distinto, picante e ligeiramente amargo. É servida com peixe, legumes e carnes brancas.

 

 


fonte foto: AQUI 

Outros produtos IGP da região da Toscana

1532_0+ Marrone del Mugello – Uma castanha de carne é branca e sabor doce.

 

 

 

 

fonte foto: AQUI 

banner-carattere-olio+ Toscano – Azeite extra virgem. Seu gosto tem notas frutadas de alcachofra, erva fresca ou amêndoa.

 


fonte foto: AQUI 

CastagnaMonteAmiata-Small-400x300+ Castagna del Monte AmiataCastanha da região vulcânica de Monte Amiata;

 

 

 

 

fonte foto: AQUI 

farroGarfagnana1+ Farro della Garfagnana (faro della garfanhana) – É um cereal semelhante ao trigo muito usado na culinária italiana.

 

 

 


fonte foto: AQUI

cured_lard+ Lardo di Colonnata – É um embutido feito da gordura existente embaixo da pele de certas partes do porco.

 

 

 

 


fonte foto: AQUI

Vinhos Toscanos

Vinhos DOC: Bianco Pisano di San Torpé, Bianco della Val di Nievole, Bianco dell’Empolese. Bianco di Pitigliano, Bolgheri Sassiaia, Candia dei Colli Apuani, Capalbio Rosato, Colli dell’Etruria Centrale Rosato, Elba Bianco Spumante, Elba Rosso, Montecarlo Rosso, Moscadello di Montalcino, Rosato di Carmignano.

Vinhos DOCG: Brunello di Montalcino, Carmignano, Chianti, Vernaccia di San Genignano, Vino Nobile di Montepulciano.

Esqueci algum prato ou produto importante?

É só deixar um comentário que eu acrescento no post

Gostou do post? Escreva também!

5 comentários:

  1. Parabéns Seu blog é muito bom. Um dos melhores sobre a ITALIA

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog, simplesmente fantástico.


    ResponderExcluir
  3. A melhor postagem que já li sobre a Culinaria Toscana. Sensacional, parabéns!

    ResponderExcluir

Booking.com
Pin It button on image hover