terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Euro(Itália)Trip 2013/2014

Escrito por Dani Bispo

Muitas vezes a vida nos reserva surpresas nas quais precisamos ser “adaptáveis”.

O ano de 2013 não foi um ano repleto de viagens pois o trabalho do marido não permitiu.

Diferente dos anos anteriores no qual nossas férias eram divididas em duas partes, este ano resolvemos tirar um mês inteirinho de férias e ainda de quebra carregar a sobrinha adolescente Isabelle junto. A intenção era levá-la para conhecer algumas cidades da Itália, obviamente, além de Paris e Londres.

PC240657

Tudo foi planejado com meses de antecedência e o embarque foi feito como manda o figurino, mas eis que no segundo dia de viagem já em Rimini, cidade do marido na Itália,  fomos dar uma voltinha e a Isabelle, pediu para patinar no gelo.

IMG_7139

A partir daquele momento começou uma revolução de dor, aprendizado e readaptação em nossa viagem.

Isabelle sofreu um acidente patinando. Ela foi socorrida por uma ambulância e levada ao Ospedale Infermi di Rimini onde o diagnostico acusava uma fratura no maléolo da perna direita com direito a cirurgia, 5 dias de internação e muita dor.

Fomos fortes e resistimos junto com ela. Tivemos toda assistência e carinho por parte da equipe médica e enfermeiros.  Para nossa sorte o cirurgião que a operou, Dr. Marcello Zavatta, além de ser uma pessoa preparada por Deus para trabalhar com ortopedia infantil falava português perfeitamente pois é casado com uma brasileira. Imaginem o alívio por parte da Isabelle que não falava nenhuma palavra de Italiano.

A seguradora também foi de certo modo eficiente mas isto será tema de um próximo post.

Veja como foi nossa experiência com a Porto Seguro Viagens

Aliás, quero falar de muitas coisas que não se referem a comida propriamente dito e compartilhar com viajantes o que se deve e não deve fazer nesses casos.

Nova pasta2

Depois da alta hospitalar tivemos que cancelar os trechos que usaríamos avião por causa do risco de trombose. Dessa forma Paris e Londres foram descartados. Só nos restava explorar bemmmm o país da bota, claro dentro das capacidades físicas de uma recém operada.

Receba nossos posts diretamente no seu e-mail. É só se cadastrar na caixinha ali do lado

Na primeira semana ficamos no apartamento que meus sogros reformaram para quando eles não puderem mais subir escadas.

Até nisso Deus foi bom com a gente. O apartamento fica no térreo do prédio e é todo adaptado para cadeira de rodas. O que aliás alugamos assim que saímos do hospital. Sem ela não poderíamos fazer nada.

De casa fizemos bate-e-volta em várias cidades da região: fomos a Sant Arcangelo di Romagna, San Marino, Ravena e Ferrara.

Nova pasta3

Depois começamos uma mini-trip. Ficamos 3 dias em Florença com direito a Caça às Trufas em San Miniato e paradinha em Pisa.

Nova pasta5

De lá partimos para o norte afinal de contas a Isabelle nunca tinha visto a neve. Ficamos 2 dias em Selva Val Gardena com direito a bate e volta a Bolzano, 1 dia em Innsbruck na Áustria e muita, muita neve!

P1142143

Nova pasta6

Voltamos para Rimini para mais 5 dias e a consulta final no hospital. Ela tirou a metade dos pontos, do gesso e já estava quase que totalmente sem dor.

P1192398

Nossa etapa final da viagem foram 5 dias em Roma pois nos nossos planos originais o nosso voo de volta sairia dali.

P1212425

O plano foi mantido e partimos para lá com o transfer que a seguradora providenciou para nós.

A Isabelle deveria estar o maior tempo possível com a perna esticada para não inchar. Ir para Roma de trem seria inviável uma vez que além dela tínhamos as malas.

Nova pasta

Em Roma passeamos muito (e comemos muito também), e a viagem foi emocionante pois eu particularmente AMO aquela cidade e acho que a Isabelle também gostou bastante.

Espero de coração que o mosquito chamado “Viajeviva” tenha picado ela também.

P1222513

O que aprendemos nessa viagem? Que nada é por acaso e como eu disse lá em cima, temos que ser adaptáveis.

P1091346

Se ela corresse risco de vida eu jamais continuaria viajando, mas o próprio médico quando deu alta a ela disse: agora é vida normal, vai passear garota!

Nova pasta8

Aprendemos que não existe barreira quando se quer viajar e não me venha dizer que é trabalhoso viajar com bebê ou criança!

Nova pasta1

Empurramos  o marido empurrou uma cadeira de rodas felizes por ruas de pedras e ladeiras durante 25 dias.

Eu dei banho, levei no banheiro, vesti, servi de muleta, dei injeção diariamente e a viagem foi maravilhosa!

Nova pasta7

Aprendemos que viagem é terapia e que comida boa alivia SIM as dores do corpo e da alma, ainda mais na Itália.

Nova pasta4

Em breve vou contar tim tim por tim tim dessa viagem.

Aguarde nossa comilança e nossas aventuras.

Um grande abraço e obrigada pelo apoio de todos que nos acompanham pela FanPage do Facebook. e instagram (@comerecocar).

Dani, Marco e Isabelle

6 comentários:

  1. Oi Dani,
    Fico contente que tenham conseguido aproveitar a viagem apesar do acidente.
    Realmente não é qualquer um que tem o pique de continuar rodando, com a perna pra cima! E ainda mais indo até ver neve!

    Ah, por falar nisso me conta onde você foi comer em Insbruck... quem sabe deu mais sorte do que eu. Estivemos lá no final de novembro por quase uma semana (para ver os clássicos mercadinhos de natal) e fomos em um dos restaurantes entre os melhores do TripAdvisor... o lugar até era legal, mas a comida.. pedimos um caldo de frango para a bebê e veio uma espécie de caldo knor, totalmente artificial (e eu que achava que a coisa mais natural do mundo era fazer um "brodo" à maneira antiga). Depois pedimos um picadinho de carne e veio duro como a peste. Voltar para a Itália foi quase um alívio, do ponto de vista gastronômico. rs
    Bem, quero saber a história do seu seguro de saúde, para saber se é mais ou menos como imagino eu.
    Um abraço e tudo de bom para vocês.
    Aliás, como está a Isabelle atualmente? Já está caminhando normalmente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Barbara
      Dessa vez a gente comeu em dois lugares o primeiro revisitamos a cervejaria Stiftskeller-Bierkeller que eu tinha falado neste post aqui http://www.comerecocaresocomecar.com.br/2012/02/stiftskeller-bierkeller-innsbruck.html no dia seguinte fomos a um restaurante tailandês muito bom mas acho que comida picante não é muito apropriada para bebês, aliás eu adoro a cuilinária tirolesa/germânica mas depois de poucos dias já estou enjoada de tanto porco e batata rs. Nada se compara a comida Italiana, fato!
      A história do seguro saúde vou contar brevemente, só estou esperando reso9lver algumas coisas.
      A Isabelle está muito bem, já tirou os pontos mas ainda sente dor pois a fratura magoou um pouco os ligamentos então vai ficar ainda 20 dias sem por o pé no chão, mas a nível de fratura o osso já está praticamente calcificado!
      Um grande abraço
      Dani Bispo

      Excluir
  2. Excelentes palavras, que bom que deu tudo certo!!! Já estava com saudades dos posts!! Que seja um ano ótimo para vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Flavinha em breve muitos outros posts! Trouxemos muito material (e alguns quilinhos a mais tambémn kkk)
      Bjs e um ótimo ano para vc também!
      Dani Bispo

      Excluir
  3. Tadinha, eu fiquei com muita dó da Isabelle! E que tia maravilhosa você é, muitas pessoas entrariam em desespero e cancelariam a viagem. Fiquei feliz por vocês terem se divertido :)

    ResponderExcluir
  4. Que bom que deu tudo certo ne? Com o alto astral voces conseguiram driblar tudo. Parabens! abs

    ResponderExcluir

Booking.com
Pin It button on image hover