quarta-feira, 30 de abril de 2014

Paris 6–Barra da Tijuca–Rio de Janeiro

Escrito por Dani Bispo

Quem me acompanha aqui no blog sabe que não costumo relatar minhas experiências gastronômicas negativas.

Não gosto de “encher linguiça” com lugares que não valham a pena.

Só que ao mesmo tempo uma coisa me incomoda muito: porque deixar o leitor cair em furada?

É por isso que hoje inauguro a série Programas Furados daqui no Blog.

Para começar vou contar como foi nossa experiência na filial do restaurante Paris 6 na Barra da Tijuca.

Raramente vou para aquele lado da cidade mas como tínhamos ido conhecer a Praia da Joatinga aproveitamos e demos uma esticadinha até a Barra para almoçar.

Eu tinha lido muito a respeito da inauguração da filial carioca desse restaurante mas ao mesmo tempo já tinha ouvido falar mal também.

Mesmo assim achei que teria que tirar minhas próprias conclusões. às vezes ser teimosa não é bom.

P4195179

Chegamos bem cedo, tipo 12:30h e entramos direto.

P4195177

Em uma coisa tenho que dar o braço a torcer: a casa é linda.

P4195185

Para comer eu pedi um Risoto de canard, orange et abricot a “Luiza Possi” (R$55,00) – risoto mesclado com arroz negro, lascas de coxa de pato e molho rati com calda de laranja.

P4195182

O marido pediu um Confit di canard au fettucini provençale a “Erik Marmo (R$69,00) – Coxa de pato confitada acompanhada com fettucini ao molho provençal.

Olha a comida não era propriamente ruim, mas era muito normal para o preço cobrado.

Para completar,o risoto veio com sal acima do ponto, e o pato do marido era super sem graça e caríssimo pelo que ofereceu, praticamente um assalto!

Eu queria morrer por ter ido a este restaurante e só pensava: Porque não fui no Bazzar, porque não fui no Bazzarrrrrrr (tô viciada no Bazzar gente).

Para tentar salvar a refeição pedi um Grand Gateau au lait a “Paloma Bernardi” (R$28,00) - Grand Gateau Chocolat ao Picolé Diletto de chocolate italiano, creme de Nutella ao leite condensado e morangos picados com avelãs granulados.

P4195197

De fato a sobremesa chama atenção, mas longe de ser boa. Não veio quase nada do bolo. Era só sorvete derretido e uma calda super doce. Convenhamos que se quisesse comer um picolé diletto não precisaria pagar esse valor.

O marido deu duas colheradas e abortou a missão, largo a sobremesa mesmo. Eu encarei mais um pouco porque não sou de negar doce.

Pagamos a conta (R$176,00) e saímos de lá certos de que nunca mais voltaremos.

Para mim não dá para ir em restaurante e pagar caro só porque é modinha.

A cidade está cheia de restaurantes ótimos,onde se come melhor e se paga menos.

Se for para esse tipo de culinária paulista invadir a cidade maravilhosa, tô fora!

Paris 6

Avenida Érico Veríssimo - 725, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com
Pin It button on image hover