sexta-feira, 20 de março de 2015

Da Cesare al Casaletto–Roma–Itália

Escrito por Dani Bispo

Ecco o grande motivo para eu voltar a Roma menos de um ano depois da ultima visita.

Ano passado com a sobrinha de cadeira de rodas não conseguimos nos deslocar para longe do Centro histórico então apesar de estar nos meus planos, não consegui conhecer na trattoria Da Cesare al Casaletto e consequentemente passei o ano pensando nela. 

A trattoria Da Cesare al Casaletto se localiza em um prédio residencial no bairro Monteverde, no final da linha 8 do tram (bonde).

Bastam 25 minutos a partir da Piazza Venezia e pronto você estará desembarcando em uma das melhores trattorias de Roma.

Digo isto porque logo na entrada, colado ao vidro, estão expostos os vários prêmios ganhos.

O lugar é super simples e nada clichê.

PC300737

Se você espera cores quentes nas paredes e toalhas xadrez nas mesas sinto muito em te decepcionar.

Quando chegamos por volta de 12:30h o salão ainda estava super vazio mas aos poucos foi enchendo até ficar lotado. Aconselho a reserva.

Às 13h várias famílias italianas (e nenhum estrangeiro) lotavam o salão.

O serviço por algum motivo estava lento o que fez a simpática gerente (ou dona, não sabemos) vir nos atender.

Nada nos desanimava afinal as referências do local eram ótimas.

Nossos pedidos

Como a estrela da casa são as entradinhas fritas, para começar os trabalho pedimos:

PC300738

+ Crocchette de melanzane all’arrabbiata (€6,00) – Croquetes de berinjela com molho all’arrabbiata que é um molho à base de tomates e pimenta.

Se você quiser saber tudo a respeito dos molhos e pratos típicos da cozinha Romana, dá uma lida nesse post aqui ó

O que comer em Roma - Introdução às Comidas Típicas Italianas

Eu sempre tive muito medo de pimentas, mas de um tempo pra cá tenho andado bem corajosa e pedido pratos que levam pimentas fracas sem medo.

Minha resistência tem aumentado bastante e mesmo para mim que ainda estou engatinhando no mundo da “ardência” a pimenta desse bolinho era bemmmm suave.

Nada que prejudicasse o sabor prato, que por sinal estava maravilhoso. Poderia passar a refeição comendo esses croquetes.

IMG_5645

Depois dos pratos principais escolhidos garçom nos sugeriu o vinho tinto Dolcetto di Diano d'Alba para acompanhar .

Deixa eu explicar uma coisa sobre as nossas escolhas:

Nas trattorias as porções são generosas e basta um prato de massa para ficarmos super satisfeitos.

Só que em viagem queremos experimentar vários pratos diferentes além de comer entradinhas e sobremesa.

Siga-nos no instagram e acompanhe nossas viagens @comerecocar

Depois de ter quase morrido de tanto comer no Felice al Testaccio como contei aqui, eu e o marido decidimos que durante as refeições iriamos dividir as porções.

Como gostamos de tudo, escolher um prato que agradasse ambos não foi um problema. Inclusive comunicávamos isso ao garçom e ele já trazia as porções divididas.

A massa escolhida no Cesare foi:

PC300741

+ Bucatini alla’amatriciana (€8,50)Porque eu sou simplesmente alucinada por este prato. Eu já contei aqui que o forte em Roma são os molhos à base de tomate né?

Eu não enjôo e se puder peço massa all’amatriciana em TODAS as refeições.

IMG_5652

O legal dessa trattoria é que você pode escolher a massa e o molho separadamente.

Eu por exemplo descobri que não curto massa tipo rigatoni e em Roma muitos pratos alla carbonara vem com essa massa.

Só que para o sucesso do prato é preciso que a massa escolhida seja do tipo ideal para o tipo de molho escolhido também.

Eu poderia trocar o tal rigatoni por penne por exemplo já que ambas são massas curtas. 

Curta nossa Fanpage no Facebook

Como adoro alla amatriciana pedi o prato tradicional que vem com bucatini. Se tivesse pedido com spaghetti também não ficaria ruim pois ambas são massas longas.

Depois de ter nos fartado com essa maravilha dividimos uma carne.

PC300744

+ Coda alla vacinara (€11,00)Ensopado de rabo de boi com molho de tomates.

Nem torce o nariz vai? É maravilhoso!!! Outra paixão romana e minha também.

É tão saboroso que os restaurantes oferecem o molho da coda (rabo) acompanhado de massa.

PC300745

Para acompanhar e não pesar na consciência pedimos uma insalata mista (€4,00).

No auge da empolgação pedi uma sobremesa, não costumo fazer isso nos restaurantes pois sempre prefiro ir nas docerias sicilianas espalhadas pela cidade para comer meu canoli.

+ Panna Cotta (€5,00) foi a eleita – Taí, já fui 9 vezes à Itália e nunca tinha comido panna cota.

IMG_5659

O que me impedia? O tiramissù que foi durante muito tempo minha preferência nacional.

A panna cotta doce é uma espécie de pudim de leite mais branquinho, parecido com um manjar.
Pouco doce para o paladar brasileiro, ele é normalmente acompanhado de uma calda de chocolate, nutella ou frutas.
Gostei muito, especialmente para aqueles dias que uma sobremesa mais leve.

O que faz desse lugar atraente?

A comida maravilhosa

Os preços super honestos se comparados aos do Centro Histórico.

A experiência de estar em um lugar com comida romana frequentado por romanos.

O que não faz desse lugar atraente?

O atendimento muito lento. Tem que ir com tempo para não se estressar, principalmente se a casa estiver cheia.

Pode ser um pouco contra-mão por ser fora do centrão, mas vale cada minuto gasto.

 Cesare al Casaletto
Via del Casaletto, 45 – 00151 Roma
Tel. +39 06536015

(ligue antes para reservar, acho que fecha às quartas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com
Pin It button on image hover