sexta-feira, 31 de julho de 2015

Osteria alla Ciurma - Veneza

Escrito por Dani Bispo

Dessa vez a nossa ida à Veneza foi só um bate e volta a partir de Rimini.

Acordamos super cedo e chegamos por lá em torno de 10:30h na manhã.

Quando o relógio bateu doze badaladas (diurnas) meu estômago já estava gritando.

Resolvemos que era hora de almoçar e quando comecei a checar as dicas que tinha levado vi que todos se tratavam de Osterias Típicas Venezianas ou seja os bacari.

IMG_7771

Até aí tudo bem, o problema é que essas osterias tem como tradição só servir basicamente cicchetti (tapas, bolinhos, croquetes etc) e quem acompanha esse blog sabe que na hora do almoço um prato de comida é sagrado.

Com exceção de casos muito raros normalmente não rola substituir um prato de comida por sanduiche ou qualquer tipo de besteira.

Começou me bater um pânico.

Como me livrar de não trocar o almoço por belisquetes sem cair nos restaurantes “pega-turistas”, o que é muito fácil em uma cidade como Veneza?

Siga-nos no instagram e acompanhe nossas viagens @comerecocar

Primeiro pensei em voltar ao Antico Panificio Venica e comer o “calzone na minha vida” novamente. Mas fui racional e por mensagem pedi socorro à Isa do blog Grazie a Te.

Enquanto aguardava ela me responder, não dava para esperar, eu e o grupo resolvemos fazer uma boquinha na tradicional Osteria alla Ciurma que ficava ali bem pertinho da Ponte Rialto, onde estávamos.

IMG_7770

A minha intenção era comer somente um bacalà mantecato (esse da foto aí em cima) que é uma pastinha de bacalhau sob uma fatia de pão.

 

IMG_3514

Mas o marido se empolgou e resolveu pedir vários outras coisas com a desculpa de fazer a família experimentar.

Curta nossa Fanpage no Facebook

IMG_3512

E assim comemos vários croquetes de flor de abobrinha, alcachofra, bruschettas e afins.

 IMG_3522

Pedi uma taça de vinho da região, Soave, para acompanhar.

IMG_7772

No fim da história ficamos por lá por quase 1 hora e fizemos amizade com o chef que também é casado com uma brasileira.

IMG_3515

O local é pequeno e vive lotado de locais. Eu comparo aos nossos botequins pois é de fato muito acolhedor além de servir petiscos deliciosos.

IMG_3518 Close do tiozinho matando uma taça de vinho como se fosse pinga. Sacou a semelhança?

Estava tudo super fresquinho e os preços eram compatíveis com o que foi servido. Cada cicchetti ou croquete custava entre €1 e €2.

Se você topa trocar o almoço pelos tradicionais cicchetti anota essa dica aí.

O que faz desse lugar atraente?

A comida deliciosa

Só vimos locais por lá, sinal que não é um bar pega-turista.

Os preços proporcionais ao que é oferecido

O atendimento muito simpático.

O que não faz desse lugar atraente?

O salão é muito pequeno, somente duas mesas. O ideal é comer em pé no balcão

 

Osteria alla Ciurma

Calle Galeazza, 406 - Sestiere di San Polo

Tel. 3406863561

4 comentários:

  1. Olá, estou adorando seu blog! Vou para Europa em Outubro e vou seguir à risca suas dicas.....um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele
      Quem bom que gostou do blog, espero que curta a comilança na Itália tanto quanto nós.
      Baci
      Dani Bispo

      Excluir
  2. Olá. Vou a Itália em março.
    De 12. 20/03
    Sabe como é o clima nesta época?
    Obrigada. Bjs, e adorando as dicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cleo
      No final de março começa a primavera e as temperaturas variam entre 15 e 20 graus mas como o clima do planeta anda um pouco doido, seria melhor você acompanhar e só certificar dias antes

      Bjs
      Dani Bispo

      Excluir

Booking.com
Pin It button on image hover