quinta-feira, 28 de abril de 2016

Un Posto a Milano–Milão–Itália

Escrito por Dani Bispo

Existem cidades no mundo que por mais que você já tenha visitado, uma hora ou outra você sabe que vai passar novamente por lá.

Na minha vida esta cidade é Milão.

Além de ser a metrópole mais próxima de Rimini - cidade do marido – facilitando muitas vezes nosso roteiro de passeio pela Europa, eu amoOooOOo estar na cidade.

Nunca me cansarei de ir. O turista brasileiro em geral não dá muita importância a ela, que para ser amada  precisa ser desbravada, explorada a fundo.

IMG_0499

Muitas vezes eu falo por aqui que para mim a maior beleza de Milão está nos ambientes internos.

Não que ache a cidade feia, muito pelo contrário, mas acho que no inverno ela só se revela para você quando você descobre os encantadores recantos escondidos.

Reserve AQUI seu hotel em Milão

É por isso que VIVO guardando dica de restaurantes lugares para ir em Milão.

O Un Posto a Milano foi um desses lugares que desejei por muito tempo.

Confesso que esse dia foi complicado levar o marido até lá.

Estávamos cansados da viagem do Marrocos, fazia frio e ainda precisávamos pegar um metro e caminhar 800m até o local.

Tive que forçar a barra de verdade e, quer saber? No final ele me agradeceu MUITO, de verdade.

Para começar esse café-bar-restaurante fica dentro da  Cascina Cuccagna, um Casarão de 1600 onde os frades cultivavam ervas medicinais para o Hospital Maggiore.

Também funciona por lá um albergue.

P1103483

O objetivo do trabalho deles é juntar cidade e o campo. Para isso só usam alimentos sustentáveis e de preferência de produtores locais.

Os produtores selecionados trabalham principalmente em pequenas fazendas e empresas agrícolas,  estão profundamente ligados ao seu território e comércio, e usam métodos de produção éticos e sustentáveis ​​ou orgânicos;

Mas vamos ao que interessa, nossa experiência.

Depois de um dia inteiro sem comer “comida” chegamos ao local para variar esfomeados.

Era aproximadamente 20h e no salão menor, onde funciona o bar estava rolando um animado aperitivo que já ia acabar (os aperitivos na Itália geralmente começam às 18h até por volta das 20h, depois disso é jantar).

Como precisávamos de algo mais substancioso fomos direto para o salão do restaurante que ainda estava vazio.

Ficamos realmente entusiasmados com a atmosfera do lugar.

Um salão no estilo industrial-vintage belíssimo.

Siga-nos no instagram e acompanhe nossas viagens @comerecocar

Na hora da escolha dos pratos aceitamos a sugestão do garçom e pedimos a Pasta Ripiena del Giorno (pasta recheada do dia), tudo feito na casa, é claro.

P1103527

Ravioli di carciofi con sugo di zucca e barbabietola in polvere (€13)Ravióli recheado de alcachofra com molho de abóbora e beterraba em pó.

P1103500

Para acompanhar pedimos uma taça de Gropello e outra de Nero D’avola, eu fiquei com o primeiro e o marido com o segundo.

Como se não bastasse o local ser lindo, a comida estava maravilhosa! Além de ser uma massa com recheio e molho incomum para mim, a massa em si era muito leve e gostosa.

A esse ponto da refeição o marido estava curtindo tanto que sugeriu que pedíssemos uma sobremesa (ele não curte nem um pouco comer demais à noite).

Obviamente que além de tudo a comida naquele momento acariciava todo cansaço sentido por ele, era puro confort food.

Ele estava na sua terra e ao mesmo tempo se despedindo dela, no dia seguinte embarcaríamos para o Brasil.

Eu, que na hora do vinho da empolgação esqueço essa tal de indigestão, topei na hora.

Pedi Tartelete lampone (€4,50) – Torta de framboesa com famoso creme padeiro.

P1103529 

Ele pediu um Tiramissù (€6) – Versão sem glúten. Creme de mascarpone com pó de café e  biscoitos Savoiardi de arroz preparados na casa.

P1103531

Gente minha torta estava tão boa, mas tão boa que não quis nem provar o tiramussù do marido. Tudo bem que ando meio enjoada desse doce mas recusar uma provinha é sinal que a coisa anda feia para o meu lado.

Por outro lado o marido se acabou. Viu estrelinhas a cada colherada.

Só mais uma observação: As sobremesas são preparadas inteiramente no local, com farinha e frutas orgânicas, leite e manteiga da montanha. Não contêm conservantes ou gordura hidrogenada. Uma atenção especial é dada às receitas sem glúten, através da utilização de arroz e milho.

Curta nossa Fanpage no Facebook

 

No verão ainda rolam vários eventos ao ar livre.

Finalizamos por ali a refeição e a durante  volta do hotel só escutei uma frase: Muito Obrigada meu amor!

Vai dizer que não valeu a insistência? Em Milão sempre vale!

 

O que faz desse lugar atraente?

A comida espetacular, de alta qualidade. Muitas opções inclusive para celíacos, vegetarianos e intolerantes a lactose.

O ambiente lindo e moderno. Além disso o aperitivo é uma ótima opção, só gente bonita.

A  localização. Fica a 800m da estação de metro Porta Romana.

 

O que não faz desse lugar atraente?

O preço do jantar pode ser alto para orçamentos mais econômicos, mas não se esqueça que Milão é uma cidade cara.

 

Un Posto a Milano

Via Privata Cuccagna, 2, Milano, Itália

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com
Pin It button on image hover